TJRN – Recém-nascido terá internação em UTI custeada pelo Estado

O Estado do Rio Grande do Norte, por intermédio da Secretaria da Saúde, providencie imediatamente a internação de um recém-nascido que se encontra na Maternidade Escola Januário Cicco, em UTI de hospital da Rede Privada que disponha dos cuidados médicos específicos para o caso. A decisão é do juiz Airton Pinheiro, da 5ª Vara da Fazenda Pública de Natal.

O Ente Público também deve providenciar o procedimento cirúrgico e todo o tratamento que for necessário à recuperação do bebê, sob pena de bloqueio judicial na conta do Estado para garantir o resultado equivalente, inclusive notificando-se o Secretário Estadual da Saúde para que cumpra a decisão imediatamente, informando ao Juízo a fim de instruir o processo.

A autora, que foi representada pela Defensoria Pública do RN, afirmou que foi submetida a parto cesáreo em 15 de junho de 2014 na Maternidade Escola Januário Cicco e que, até a presente data, não foi possível definir o sexo do bebê, tampouco efetuar a lavratura do registro de nascimento por este ter nascido com múltiplas más formações de enorme gravidade que requerem, com urgência, vaga em UTI e realização de procedimento cirúrgico por equipe médica especializada.

Hospital

Alegou que, conforme laudo médico, já houve diversas tentativas de transferência para o Hospital Maria Alice mas não há vagas nem previsão, razão pela qual recorreu ao Judiciário solicitando a concessão de tutela antecipada para obter a transferência do recém nascido para um hospital da rede privada habilitado à avaliação de má formação e realização de procedimento cirúrgico de correção, a ser ratificada ao final, no julgamento do mérito, conforme a petição inicial e os documentos anexados.

O magistrado, ao analisar o caso, viu evidenciado que o recém-nascido poderá sofrer agravo em seu estado de saúde, com risco de morte, se não lhe for deferida a medida almejada, pois o tratamento de saúde não pode esperar, principalmente porque neste caso diz respeito a um bebê que, está provado, necessita de cuidados especiais e urgentes.

Processo nº 0806289-90.2014.8.20.0001

Fonte: Tribunal de Justiça do Estado de Rio Grande do Norte

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Artigos

Faça um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s