Gaeco prende três investigadores por concussão

Três investigadores (dois deles ainda em estágio probatório), lotados na Delegacia de Fazenda Rio Grande, na Região Metropolitana de Curitiba, foram presos em flagrante na última quarta-feira, 17 de setembro, por prática de concussão (exigência de dinheiro, mediante ameaça, por funcionário público). A prisão foi feita pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) de Curitiba.

A vítima procurou o Gaeco e afirmou ter recebido ameaças dos policiais. Segundo o relato, na última segunda-feira (15), os investigadores entraram na casa do denunciante, acusando-o de estar de posse de objetos eletrônicos de procedência não comprovada. Os policiais, então, levaram os objetos e exigiram o pagamento de R$ 60 mil para não autuá-lo. O denunciante alegou também que, mais tarde, os investigadores o colocaram num carro e passaram a dar voltas na região. Narrou ainda que foi agredido e, quando os policiais permitiram que descesse da viatura, fizeram um disparo, de dentro do veículo, em sua direção.

Os investigadores foram presos pelo Gaeco quando pegaram da vítima R$ 1,5 mil, em dinheiro, e um cheque, no valor de R$ 58,5 mil, emitido pela esposa do denunciante. Na delegacia, foram localizados alguns objetos que teriam sido retirados pelos policiais da casa da vítima.

Fonte: Ministério Público do Paraná

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Penal

Faça um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s