Prefeito e do ex-prefeito de Governador Dix-Sept Rosado são condenados

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) obteve no Pleno do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN) a condenação do atual prefeito e do ex-prefeito de Governador Dix-Sept Rosado, Anaximandro Costa e Francisco Adail Costa, respectivamente. A condenação é resultado de denúncia do Ministério Público Estadual que, por meio de investigação, descobriu que documentos essenciais ao município permaneciam sob a guarda particular dos dois, que à época não exerciam qualquer função pública.

Destruir, suprimir ou ocultar, em benefício próprio ou de outrem, ou em prejuízo alheio, documento público ou particular verdadeiro de que não pode dispor, é um crime tipificado pelo Código Penal, no artigo 305. A acusação apontou que os ex-prefeitos praticaram o crime com a intenção de prejudicar a gestão de Lanice Ferreira de Macedo, na época prefeita de

Governador Dix-Sept Rosado.

O Procurador-Geral de Justiça Adjunto do Ministério Público Estadual, Jovino Pereira da Costa Sobrinho, fez sustentação oral pela condenação dos ex-prefeitos. Anaximandro e Francisco Costa foram condenados ao pagamento de multa individual de dois salários mínimos por 30 dias, o que totaliza R$ 46.668,00 para cada um, além de prisão em regime inicialmente aberto, com pena individual de 2 anos e 3 meses.

Os desembargadores ainda acrescentaram a suspensão dos direitos eleitorais e políticos.

Os dois detinham em sua guarda documentos como notas fiscais, comprovantes de fornecedores, documentos contábeis, todos necessários para a prestação de contas públicas, repasse de verbas federais e até para firmar convênios para o município. Segundo os autos, a então prefeita de Governador Dix-Sept Rosado, Lanice Ferreira de Macedo, percebeu a ausência destes documentos essenciais à administração pública.

Após investigação, o Ministério Público Estadual chegou à informação de que tais documentos se encontrariam sob a guarda dos ex-prefeitos do município. A Polícia Federal, em operação, encontrou nas residências de ambos os acusados, inclusive em Mossoró, 3.274 documentos públicos do município de Governador Dix-Sept Rosado, do período de 2006 a 2008, época em que Anaximandro Costa, atual prefeito do Município, era o gestor.

Fonte: Ministério Público do Rio Grande do Norte

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Penal

Faça um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s