Promotoria de Justiça apura denúncia de irregularidades na prestação de contas da Prefeitura de Igreja Nova

O Ministério Público do Estado de Alagoas (MPE/AL), por meio da Promotoria de Justiça de Igreja Nova, instaurou inquérito civil público, para apurar a denúncia do vereador José Raimundo Ferreira Filho de que a Prefeitura Municipal não teria prestado contas do exercício financeiro de 2013 à Câmara de Vereadores.

Segundo o promotor de Justiça Paulo Roberto de Melo Alves Filho, o fato caracteriza ato de improbidade administrativa e crime de responsabilidade. “A depender do que for constatado, o inquérito pode se desdobrar numa ação civil pública em desfavor do prefeito José Augusto Souza Santos”, disse o membro do Ministério Público Estadual.

No procedimento, o promotor requisitou da Prefeitura de Igreja Nova e da Câmara Municipal de Vereadores informação acerca da ocorrência ou não da prestação de contas ao Legislativo ao exercício financeiro do ano passado, além da Lei Orgânica Municipal e do respectivo Regimento Interno da Câmara.

Fonte: Ministério Público de Alagoas

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Improbidade Administrativa

Faça um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s