Expediente

Jurisprudência em Revista ISSN 1983-1145 desde 2007

Jurisprudência em Revista é a primeira revista-blog que disponibiliza e organiza os informativos e jurisprudência seleta do STF e do STJ por tags (etiquetas) e possibilita a busca por palavra-chave. Seu diferencial é o espaço para o envio de comentários para todos os acórdãos publicados, possibilitando o debate e a troca de experiências entre os operadores do Direito. Perfaz, portanto, importante ferramenta de consulta e análise da evolução jurisprudencial dos Tribunais Superiores do Brasil.

Ademais, publica artigos doutrinários jurídicos enviados por seus leitores e colaboradores.

Maiores informações entre em contato pelo e-mail: image

Fundada em: 09 de Novembro de 2007 em Belo Horizonte/MG

Fonte dos dados:

Informativos do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e artigos enviados por colaboradores.

Notas:

  1. Os comentários expressos pelos leitores sobre os informes de jurisprudência não refletem necessariamente a opinião do periódico “Jurisprudência em Revista”, bem como, de seus membros do conselho editorial, supervisores, mantenedores, parceiros, anunciantes ou editores.
  2. Por terem ampla liberdade de opinião e de crítica, cabe aos  autores e aos comentaristas a responsabilidade pelas idéias e pelos conceitos emitidos.
  3. Os artigos publicados expressam exclusivamente a opinião dos seus autores.
  4. Na publicação de artigos somente será divulgada a formação acadêmica do autor.
  5. Informamos que o IP (número identificador) dos comentários fica registrado pelo serviço de provedor WordPress.
  6. Não serão devidos direitos autorais ou qualquer remuneração pelos  artigos enviados ou comentários na revista.
  7. A Jurisprudência em Revista é uma publicação gratuita e não tem fins lucrativos.
  8. A Jurisprudência em Revista não substitui a publicação oficial dos Tribunais ou mesmo seus informativos.
  9. A Jurisprudência em Revista não é repositório de jurisprudências.
  10. A Jurisprudência em Revista não responde casos concretos ou presta consulta jurídica.
  11. Foto do STJ: Jorge Campos ACS/STJ.

Anúncios